MOBILIDADE ACADÊMICA NO MERCOSUL É DISCUTIDA EM BRASÍLIA

MOBILIDADE ACADÊMICA NO MERCOSUL É DISCUTIDA EM BRASÍLIA

Ocorreu no Distrito Federal, no auditório da CNTE – CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO, na última quarta-feira, 10 de setembro, mais um SIMPÓSIO SOBRE MOBILIDADE ACADÊMICA NO MERCOSUL promovido pela ANPGIEES. Dentre outros temas, foi discutida a questão da reserva de mercado brasileira em relação aos títulos estrangeiros, com veementes colocações dos presentes que se posicionaram de forma contundente contra esse ultrapassado e descabido procedimento do Brasil.

O conferencista da Argentina e representante do CONEAU (órgão daquele país similar a CAPES) Dr. José Fliguer, se mostrou surpreso com o posicionamento de algumas universidades brasileiras que ‘boicotam’ os títulos do Mercosul, exemplificando com os casos da Alemanha e da França que admitem os títulos automaticamente.

Igual posicionamento tiveram as representantes paraguaias representantes do Paraguai no Parlamento do Mercosul, Senadoras Myrtha Palacios e Cirila Cubas, que entendem que tal fato chega a causar uma questão de cunho diplomático e ficaram de tomar medidas junto ao PARLASUL para solucionar esse absurdo que, por certo, tem o revestimento conservador e ultrapassado da CAPES.

Também esteve presente como conferencista, o advogado e profundo conhecedor da causa Dr. Melilo Diniz, que em sua sábia explanação deixou claro que os Acordos e Tratados existentes são suficientes para a aceitação dos títulos no Brasil, dando orientações de cunho jurídico para algumas medidas a serem tomadas.

O INSTITUTO IDEIA e a ABPÓS MERCOSUL, instituições que apoiaram a realização do Simpósio, estiveram representadas por inúmeros alunos e por seu Diretor Acadêmico e Presidente Dr. Carlos Estephanio.

Outras notícias