PRESIDENTE DA CAPES UMA VEZ MAIS EMITE COMENTÁRIO INADEQUADO

PRESIDENTE DA CAPES UMA VEZ MAIS EMITE COMENTÁRIO INADEQUADO

O Sr. Presidente da CAPES – Jorge Guimarães uma vez mais conseguiu, com sua elevada arrogância, desagradar a uma imensa legião de educadores, gestores e alunos que compõem as comunidades dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia ao rotulá-los de ‘mini-universidades’,numa visão incompatível com a importância dessas instituições. Tal afirmação foi feita pelo Presidente da CAPES durante a 65ª Reunião Anual da SBPC, realizada em julho último.

Manifesto assinado pelo Reitores dos Institutos Federais foi encaminhado, dentre outras autoridades, à Presidente da República e ao Ministro da Educação com o posicionamento dos dirigentes a respeito do pronunciamento, uma vez mais inadequado, do Sr. Presidente da CAPES.

Em trechos do Manifesto assinado pelos Reitores é possível ler que “essa comparação reducionista, preconceituosa e elitista nega o verdadeiro sentido do trabalho dessas instituições que existem e se institucionalizam pelo compromisso de fazer educação para a sociedade…..Sendo assim, é lamentável que uma autoridade que tem como missão dirigir uma instituição da importância da CAPES desrespeite a história e a trajetória centenária da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e tecnológica…”

Este Dr. Jorge Guimarães é o mesmo que sob sua visão conservadora e retrógrada, alinhada com a própria linha de sua quase secular existência, orquestra ações contra os que se deslocam ao exterior para fazer cursos de pós-graduação por absoluta falta de racionalidade e de compatibilidade dos programas brasileiros de pós-graduação com a necessidade da atuação laboral. E sem contar as poucas vagas oferecidas e os nebulosos processos de seleção desses programas nacionais. Adaptando uma afirmação de um famoso jogador de futebol, hoje parlamentar, ‘O Sr. Presidente da CAPES quando está calado é um poeta’.

Outras notícias